Turista por adoção

Hoje volto a ser turista.
Volto a perder-me pelas ruas de todos os dias e a descobrir o que nunca tinha visto.
Aproveito o dia sem chuva para deâmbular sózinho por onde antes, só ou acompanhado, passei tantas vezes.
Descubro a cidade que não se descobre na visita mas na vivência diária com dedicação e carinho na atenção dispendida de coração cheio e apaixonado.
Sou turista por adoção.
E é entre amigos, que de alguma forma também me adotaram, que o meu passeio termina, num lugar que visito assiduamente e onde me sinto em casa.

20151025© Mario BrandaoDSCF2757 20151025© Mario BrandaoDSCF2760 20151025© Mario BrandaoDSCF2764
At Espiga 20151025© Mario BrandaoDSCF276720151025_DSCF2769Esta última fotografia é da autoria de Inês Viseu, coproprietária do Espiga, que se divertiu com a minha máquina enquanto conversavamos.

Domingo à tarde no parque

Domingo passado fui passear sozinho, ao fim da tarde, como já não fazia há muito tempo.
Bem, sozinho mas bem acompanhado pela minha máquina fotográfica e uma dose dupla de inspiração.
Já tinha saudades de deambular, atento a tudo para poder visualizar as imagens que iria registar. É sempre uma questão de fotografar primeiro com a mente e depois reproduzir com a máquina.
Definitivamente, tenho que o fazer mais vezes!

Fotografias de “O Rouxinol”

As 1614 fotografias de “O Rouxinol” estão já tratadas e podem ser visualizadas através do mesmo site criado para “O Menino do Farol”, com os mesmos dados de acesso.
Espero que gostem tanto quanto eu gostei de vos fotografar e não me cansarei de repetir que é para mim uma honra de cada vez que vos fotografo a dançar. Meninas, o amor que vocês têm pela dança deixa-me profundamente emocionado. Peçam-me para vos fotografar que eu vou! Obrigado por me proporcionarem a honra de vos imortalizar a fazer o que tanto amam, dançar!